sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Aos meus amigos

Hoje eu acordei pensando neles. Em todos eles. Os de hoje, os de ontem e os de sempre. Como a vida pode mudar assim?
Lembrei-me de tantas coisas.
Nossos primeiros amigos no mundo, pelo menos no meus caso, foram nossos primos. Época boa demais! Muita diversão... Casa da Vovó, domingo a tarde, esconde-esconde, pega-pega, passa-anel. Depois do almoço, história do bisavô e todos acabavam adormecendo juntos, num imenso tapete na sala. Não sei do que sinto mais falta em tudo isso.
Depois vem a escola. Nossos primeiros amigos de infância. No meu caso, minhas primeiras amigas. Quantos sonhos ! Tudo era possível, até mesmo eu virar a professora mais legal do mundo, ou a policial mais inteligente e esperta de todas. Eu era mais a favor do segundo sonho mas como não é algo que muitas meninas queriam, eu não podia sair falando. A maioria delas queria ser princesa, modelo, atriz. Éca. (risos).
Alguns amigos da escola permanecem por toda formação. Juntos deles, aparecem os amigos da adolescência. Ôh fase boa. Namoricos, paixonites, dar uma de cupido para as amigas. Brigas na rua, encrenca, bagunça. Tudo uma delícia! Amei muito meus 13, 15 anos.
Ah, mas nada melhor que os 20 e poucos anos... Liberdade. Não houve época em que eu fosse mais eu. Fazia o que queria, com quem queria e quando queria. Até por isso as amizades desta época (algumas mantidas da escola) são as que ficarão por toda a vida. Era tudo muito leve. Conheciam-nos muito bem e nos aceitávamos assim. Não havia brigas, nem discórdias. Era sempre o famoso "Vamo?!" e a resposta era sempre SIM. Eu tinha várias turmas, e com todas era tudo assim: sem julgamentos. Cada um à sua maneira.
Hoje, ainda tenho os mesmos amigos. Na verdade alguns se foram com o tempo que passou. Mas os verdadeiros ficaram. Passe o tempo que for estarão ali. E não sei o que seria de mim sem todos eles. Cada um tem seu espaço em minha vida e é insubstituível.
Claro que tem aqueles que são um pouco mais especiais. No meu caso, são duas pessoas. A gente se sente de longe. Sonhou com ela? Pode ligar que algo aconteceu. Lembrou do nada, no meio do dia? Também pode ligar correndo! Meus melhores momentos têm uma das duas comigo. Em alguns deles as duas. Não que os outros amigos não sejam importantes (cada um sabe o quanto os amo), mas a ligação com elas é diferente. Simples assim.
Mas muito mais incrível que tudo isso, são os amigos que Deus me deu logo que nasci, e que só me dei conta há poucos anos. Primeiro meus pais. Meu pai aquele amigo protetor, reconfortante, que briga, xinga, mas que com um olhar consegue desvendar tudo que está na minha cabeça e na minha alma. Minha mãe, a melhor amiga de todas sem dúvida nenhuma! Divido simplesmente TUDO! E às vezes separar essa relação de amiga - mãe - filha fica um pouco complicado, mas vale totalmente a pena. E meu irmão. A metade de mim. Um amigo de pouco tempo pois ele precisou crescer pra aprender a ter essa relação de amizade. E está virando um homem lindo! Um amigo delicioso. Companhia da melhor qualidade. Com quem é tudo leve. Um amigo que conheço por quase toda a minha vida e toda a dele. E isso torna tudo mais fácil.
Por fim, Pai do Céu deu-me mais um amigo de presente. Um amigo diferente. Uma amizade sem muito como explicar, mas deliciosa de sentir. Não há nada melhor na galáxia (como ele diz) do que um amor-amigo. É... é... complemento... compreensão... a ponto de entrar na sua alma e saber tudo sobre você sem que você desconfie disso. É alguém conhecer todos os seus defeitos nos mínimos detalhes (nem seus pais te conhecem assim, pode ter certeza). É alguém pra quem é impossível mentir. Você até tenta e ele finge que acreditou. Inexplicável. Não há nada como o seu amor ser seu melhor amigo no universo, pois os meus pavores mais imbecis, e meus traumas mais profundos só ele sabe e viu (mesmo que eu tenha tentando não mostrar). *Posso brincar de descobrir desenho em nuvens, posso contar meus pensamento e até as coisas fúteis. Posso tirar a sua roupa, posso fazer o que eu quiser. Posso perder o juízo, pois com você eu tô tranquilo.*

Mudando um pouco os dizeres de um gênio das palavras: *Eu sobrevivi a perca de um amor. Mas jamais sobreviveria se perdesse todos os meus amigos*

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Vida Nova

Uow! Fazia muito tempo que não vinha aqui um pouco escrever. Último post antes do dia dos namorados do ano passado. Tanta coisa já aconteceu.

Depois de longos 90 dias com a pata imobilizada e mais 60 dias de fisioterapia... Liberdade! Patinha inteira e já aguentando salto alto. Graças a Deus, afinal, o que seria de mim casando com a pata machucada?

Aliás, outro acontecimento... *Enlace Matrimonial*, também conhecido como casamento. E posso dizer que foi tudo muito mais intenso do que um dia imaginei. Começando pela semana que o antecedeu... Mulheres, por favor, prestem atenção no que vou dizer aqui: seus noivos vão deixar vocês LOUCAS !!!! Isso é sim uma constatação! Não interessa se você já viu tudo antes, ou se, como no meu caso, dividiu as tarefas e as responsabilidades. Eles simplesmente não fazem a ficha cair de que tudo acontecerá em alguns dias. E enquanto você luta para se tranquilizar, ele está programando o boteco que vai dar uma passadinha no dia, ou a despedida de solteiro, enfim, qualquer outra coisa do que realmente uma preocupação. Por tanto, esqueça-o nesta semana! A melhor coisa que você faz é simplesmente ignorá-lo e vê-lo só na hora do casamento.
Falando em despedidas e afins, não deixem de fazer a sua!! Não há nada melhor!!!! Se suas baladas com as amigas já foram incríveis, essa noite será a melhor de todas com certeza! Minhas mais lindas estavam comigo neste dia e foi PERFEITO. Impossível de descrever aqui, mas totalmente imaginável. Então, imagine? É bom ou não é? Então faça! Divirta-se! Vocês provavelmente passou o último ano preocupada com tudo, então relaxe!!!
E... o dia... eu dormi sim na noite anterior, após uma imensa crise de choro por me sentir abandonada por todos... idiotice? Não!!!! Foi muito ruim mesmo! Mas, no outro dia acordei. Muita correria. Vestido - maquiagem - cabeleireiro - casamento civil. Parte I - FIM!
Parte II: Bora pro cabeleireiro again! Ai Deus... como eu tremia! Solução? Calmante natural (pelo menos veio escrito isso na caixa) e cervejaaaaaaaaa!!! SIM! Eu fui salão do meu Hair Stylist lindooooooo com um belo cooler com muitas cervejinhas dentro e pedaços de melão (de tão nervosa era a única coisa que descia). Fiquei mais feliz ainda quando cheguei no local e vi que as minhas amigas lindas haviam mandado uma cesta de chocolates e uma champagne para mim. Assim, passei a minha tarde.
Nunca vou esquecer quando pronta, olhei-me no espelho: uma sensação de conto de fadas.
Bora lá então?! Bora, com um tio muito amado que também pra me acalmar levou um litrão de Jack Daniel's e gelinho de água de coco. Pensando nisso agora, começa achar que tenho séria tendência ao alcoolismo.
Quando desci do carro, meu pai lindo me esperando, não sei como parei em cima das pernas. Meu coração batia descompassado. Ele passou o braço pelo meu, segurou minha mão entre as suas e me olhou com um sorriso lindo e reconfortante: - vamos lá?!. Só acenei que sim... e fomos. Tantas pessoas, tantos amigos, amores de minha vida, minha família. No fim daquele imenso corredor, meu príncipe estava exatamente como eu sonhei: meu rústico, de bota, chapéu, fivela. Chorando. Olhando pra mim como se eu fosse o ser mais lindo do universo. E eu desviei o olhar pra não chorar também. Mas passar por todo o corredor florido ao som da Ave Maria dificultou a minha tentativa de concentração.
Após toda a cerimônia, fotos e tudo mais, chega a melhor parte: FESTAAAAAA!!!!! Muito sertanejo ao vivo, um verdadeiro bailão do jeito que a gente gosta!
Foram 10h de festa e muito a ser lembrado.

Depois veio a... lua de mel? NÂO! Sollllllllll de mel!!!! Porto de Galinhas-PE. País maravilhoso que a gente tem!!!! Uma semana mágica!

Chegando ao hoje... quase 01 ano de casada. Ainda estou aprendendo a viver esta nova vida, o que não é nada fácil. São muitos desentendimentos, muitos pingos nos is, muitos choques de opinião. Mas no fim, poder deitar nos braços de quem você ama, acordar com o melhor beijo de bom dia e ainda receber lambidas e abraças de seres lindos de quatro patas que fazem parte das nossas vidas não tem preço!
É sempre muito bom estar em casa.


Twitter / ferzinharod